Temos que fazer esforço para aprender Matemática?

Temos que fazer esforço para aprender Matemática? O Matemático e Professor Valdivino Sousa, menciona como exemplo o curso elaborado por Katia Smole, formadora de professores e atual secretária de Educação Básica do MEC.

Ser capaz de resolver problemas envolvendo as operações básicas com números naturais e racionais, além de entender os significados dessas operações. Aprender a argumentar, justificando os procedimentos utilizados e avaliar se os resultados encontrados deram conta do problema proposto.

Continuar lendo Temos que fazer esforço para aprender Matemática?

Cielo ataca carteiras digitais e lança solução de pagamento por QR Code

Cielo QR Code

Todas as maquininhas da Cielo já estão habilitadas para utilizar a tecnologia

A Cielo apresentou nesta terça-feira (18) a solução de pagamentos QR Code Pay, que permite ao comprador autenticar o pagamento de sua compra usando QR Code.

Todas as maquininhas da Cielo já estão habilitadas para gerar o QR Code. Basta o lojista digitar o valor da compra, selecionar a forma de pagamento (débito ou crédito) e gerar a imagem. O comprador, então, precisará somente abrir a câmera de seu celular e “fotografar” o código para autenticar a compra.

Segundo a Cielo, o potencial de cobertura da solução é 10x maior que “as demais tecnologias existentes” — uma referência à tecnologia de pagamento NFC, usada pelas carteiras digitais Apple Pay, Samsung Pay e outras. Hoje, estima-se que a cobertura da tecnologia NFC no país é inferior a 7%.

Continuar lendo Cielo ataca carteiras digitais e lança solução de pagamento por QR Code

O governo Temer e a desnacionalização do pré-sal e da Embraer

meirelles.jpg

O governo Temer e a desnacionalização do pré-sal e da Embraer

Se o projeto neoliberal de PMDB e PSDB vencer em 2018, talvez nos reste apostar em qual será a próxima empresa brasileira a ser desnacionalizada

Não é de hoje que o PMDB nacionalista de Ulysses Guimarães e Severo Gomes aderiu à globalização e ao neoliberalismo. Há, porém, uma diferença entre o governo liderado por Michel Temer e Henrique Meirelles e os transformismos anteriores.

Na década de 1990, o partido foi coadjuvante do PSDB nos sonhos globalizantes, mas a adesão parecia motivada mais pelos pedágios da governabilidade do que por uma adesão genuína ao credo neoliberal.

Em 2015, contudo, o novo programa do PMDB, “Uma ponte para o Futuro”, anunciou em grande estilo uma adesão radical ao neoliberalismo. Enquanto Donald Trump e o Brexit anunciavam novas fissuras na globalização, o PMDB jurava que “a globalização é o destino das economias que pretendem crescer”.

Continuar lendo O governo Temer e a desnacionalização do pré-sal e da Embraer