Nós hu­ma­nos se­rí­a­mos se­res ma­te­má­ti­cos? A resposta é sim

Nós hu­ma­nos se­rí­a­mos se­res ma­te­má­ti­cos? A resposta é sim, nos humanos encontram-se as operações matemáticas, mas como com­pre­en­der que o ou­tro é a nos­sa medida? De cer­ta for­ma sim, por­que te­mos ra­ci­o­cí­nio de­du­ti­vo e as­sim, com­pre­en­de­mos os en­tes abs­tra­tos e as re­la­ções que se es­ta­be­le­cem en­tre eles. En­tão2w os en­tes e as coi­sas são abs­tra­tos? Não, mas é de for­ma abs­tra­ta que nos ex­pres­sa­mos com os nú­me­ros, com as fi­gu­ras ge­o­mé­tri­cas e os sím­bo­los di­ver­sos. A ma­te­má­ti­ca é o có­di­go de com­pre­en­são que es­tá aci­ma de to­dos os idio­mas e se apli­ca a to­dos os ra­mos de co­nhe­ci­men­to, in­clu­si­ve pa­ra ex­pli­car a en­ge­nha­ria do ser hu­ma­no. Se­gun­do Des­car­tes, a ma­te­má­ti­ca é uma ci­ên­cia uni­ver­sal com­ple­ta, que se pres­ta a des­ven­dar o pró­prio uni­ver­so.

 En­tão se­ri­a­mos igua­is às qua­tro ope­ra­ções aritméticas?

En­tão se­ri­a­mos igua­is às qua­tro ope­ra­ções arit­mé­ti­cas: so­mar, di­mi­nu­ir, mul­ti­pli­car, di­vi­dir? Co­me­çan­do pe­la so­ma, des­co­bri­mos que te­mos pe­lo me­nos três iden­ti­da­des: cós­mi­ca, ge­né­ti­ca e cul­tu­ral. Ao nas­cer­mos, já re­ce­be­mos um nú­me­ro do uni­ver­so em trân­si­to, já que os as­tros em mo­vi­men­to plas­mam a nos­sa es­tru­tu­ra psí­qui­ca. É a nos­sa iden­ti­da­de cós­mi­ca, que cha­ma­mos de sig­no as­tral. De nos­sos ge­ni­to­res hu­ma­nos her­da­mos a mar­ca ge­né­ti­ca, que de­fi­ne nos­so per­fil bi­op­sí­qui­co, e as­sim per­ma­ne­ce­mos in­cli­na­dos a ter ati­tu­des atá­vi­cas. Em nós pre­do­mi­nam mais ca­rên­cias que po­ten­ci­a­li­da­des, mais de­fi­ci­ên­cias que efi­ci­ên­cias, mais apa­rên­cias que es­sên­cias. Afi­nal, so­mos tam­bém per­so­na­gens por­ta­do­res de uma más­ca­ra so­ci­al, que se de­fi­ne de con­for­mi­da­de com a nos­sa for­ma­ção cul­tu­ral cons­ti­tu­í­da, ou não, de uma es­ca­la de va­lo­res com que nos apa­re­lha­mos (ou não) pa­ra o en­fren­ta­men­to do mun­do. Po­de­mos en­tão so­mar ou di­mi­nu­ir, mul­ti­pli­car ou di­vi­dir to­das as con­quis­tas que al­can­ça­mos ao lon­go de nos­sa tra­je­tó­ria exis­ten­ci­al.

Somar e Multiplicar

Mas não se­ria bem as­sim, se­gun­do nos­so ami­go co­ro­nel Mot­ta, ma­te­má­ti­co e fi­nan­cis­ta. Afir­ma, pe­remp­to­ria­men­te que na ver­da­de só exis­tem du­as ope­ra­ções: so­ma e mul­ti­pli­ca­ção. E lan­ça o mo­te: a sub­tra­ção é ape­nas a in­ver­são da so­ma e a di­vi­são é ape­nas o re­ver­so da mul­ti­pli­ca­ção. Exem­plos: cin­co mais cin­co che­gam a dez, cu­ja me­ta­de vol­ta a ser cin­co. Três ve­zes cin­co é igual a quin­ze que, di­vi­di­do por cin­co, é ape­nas três. É co­mo di­zer que o mal não exis­te, a não ser co­mo au­sên­cia do bem, e que o er­ra­do só pre­va­le­ce en­quan­to não se faz o cer­to. Com o mal e com o er­ro não se cons­trói na­da: só com o bem e a ver­da­de se apri­mo­ra a so­ci­e­da­de. Nes­sa or­dem de idei­as, op­te­mos pe­la so­ma e a mul­ti­pli­ca­ção no cam­po dos va­lo­res cons­tru­ti­vos.

 As nossas Subtrações

As­sim co­mo po­de­mos so­mar, po­de­mos tam­bém sub­tra­ir a nós mes­mos e aos ou­tros com nos­sas ati­tu­des ego­ís­tas. A vi­da so­ci­al é co­mo uma gan­gor­ra, de pe­so e con­tra­pe­so, com ex­tre­mi­da­des que se equi­li­bram, ou de­se­qui­li­bram. O que so­bra pa­ra uns não po­de ser a fal­ta pa­ra ou­tros. Se­ria an­tes pre­fe­rí­vel ao ou­tro sub­tra­ir do quan­to lhe ex­ce­de pa­ra po­der pro­pi­ci­ar o es­sen­cial a quem o fal­te. Mas nin­guém quer per­der. Vi­ve­mos nu­ma so­ci­e­da­de com­pe­ti­ti­va, vol­ta­da pa­ra o lu­cro. Do­ar não é per­der, não é di­mi­nu­ir de si mes­mo, é ape­nas so­mar pa­ra o ou­tro. De­ve­mos com­pre­en­der que o ou­tro é a nos­sa me­di­da, que é pre­ci­so com­pen­sar a sub­tra­ção com a so­ma, ga­ran­tin­do as­sim o equi­lí­brio da ba­lan­ça.

Multiplicar e dividir

 Da mes­ma for­ma é tam­bém pre­ci­so equi­li­brar o mul­ti­pli­car com o di­vi­dir. Mui­to do que di­vi­di­mos com nos­sos se­me­lhan­tes ren­de fru­tos mul­ti­pli­ca­dos pa­ra nós mes­mos. O que só mul­ti­pli­ca­mos pa­ra nós, sem di­vi­dir, não so­ma pa­ra nin­guém. Eis o sen­ti­do uni­ver­sal da ma­te­má­ti­ca que não é dar a ca­da um, o que é su­pos­ta­men­te seu, mas dar a ca­da um se­gun­do a sua ne­ces­si­da­de. As­sim de­ve­ria ser a jus­ti­ça: uma ope­ra­ção ma­te­má­ti­ca. Deus fez o uni­ver­so in­fi­ni­to e o ho­mem o trans­for­mou em mun­dos fi­ni­tos, rom­pen­do os ho­ri­zon­tes do ser em fun­ção do ter, con­tra o prin­cí­pio da re­ci­pro­ci­da­de uni­ver­sal. Os ho­mens trans­for­ma­ram a ma­te­má­ti­ca co­mo es­sên­cia em uma sim­ples ope­ra­ção co­mo for­ma (ou fór­mu­la fei­ta). A es­sên­cia so­ma e mul­ti­pli­ca. A for­ma di­vi­de e sub­trai. Por is­so nos fal­ta amor co­mo so­li­da­ri­e­da­de, por is­so nos fal­ta jus­ti­ça co­mo bem do ou­tro.

 

Bibliografia:

 Os humanos e as operações matemáticas, disponível em:

https://www.dm.com.br/opiniao/2018/09/os-humanos-e-as-operacoes-matematicas.html

 

Valdivino Sousa é Contador, Matemático, Pedagogo, Psicanalista, Bacharel em Direito, Escritor e Mestrado em Ciências da Educação Matemática. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 10 (dez) livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados. Blogueiro Mtb 60.448, Consultor e Estrategista de Mídias Digitais. Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e didática no ensino de matemática. Acesse o site: www.matematicosousa.com.br E-Mail: valdivinosousa.mat@gmail.com Whatsap: 11 – 9.9608-3728

 

MAIS NOTÍCIAS

Nós humanos seríamos seres matemáticos? A resposta é sim …

http://www.matematicosousa.com.br › … › Operações matemáticas › Ra­ci­o­cí­nio de­du­ti­vo

29 min atrás – A resposta é sim, nos humanos encontram-se as operações … Então seriamos iguais às quatro operações aritméticas: somar, diminuir, …
15 de jun de 2015 – Um novo estudo mostra que a evolução nos programou para morrer — e que, sim, … Mas e se a expectativa de vida dos seres vivos — incluindo humanos — não for … A resposta é que talvez sim— mas isso não significa que esse seja o fator … Mas ele também salienta que seríamos capazes de produzir …
Nela você encontra perguntas e respostas expostas de forma bastante objetiva. … E embora nos seja outorgada uma certa liberdade para decidirmos como tratar … Sim. Os animais de estimação, ou pets, são nossa propriedade. Cães, gatos …… animais e seríamos capazes de alimentar ainda mais humanos—os seres …
UMA TECNOLOGIA CENTRADA NO HOMEM Donald Norman capítulo 1 de Things … Sim, nós humanos temos cérebros capazes, mas nossos cérebros têm poderes … e confortáveis do que o seríamos se contássemos apenas com nosso corpo. … abstrata: a medida e os métodos matemáticos reinam de modo supremo.
de SM Clareto – ‎2014 – ‎Artigos relacionados

A pergunta-provocação Como seria um mundo sem matemática? é o … cima das dúvidas, o mundo seria cheio de perguntas que não possuiriam respostas. … É??? É claro que sim, os conceitos matemáticos compreendem uma lógica que … no mundo desde seu início, ou seja, a matemática preexiste ao ser humano ou …

20 de abr de 2014 – Somos humanos porque somos imperfeitos, se somos perfeitos deixamos de ser humanosSeriamos muito “comuns” se não houvessem erros. … A imperfeição é o caminho que nos dá o direito de escolher se queremos continuar imperfeitos ou buscar a perfeição. … Até os seres superiores ainda não chegaram a ela.

3 de jun de 2012 – RESPOSTAS ESPERADAS PELAS BANCAS ELABORADORAS … Nós seríamos os primeiros com evidência científica do fim, em vez de … ATUALMENTE, goza de prestígio por utilizar métodos matemáticos/científicos em sua …. referentes à herança dos grupos sanguíneos humanos pelas leis de Mendel.
22 de jan de 2018 – Com base nos estudos biológicos, o ser humano é categorizado como ser vivo dentro do reino animal. … nem melhor nem pior que as outras espécies de seres vivos. … Sim, é verdade que em algumas situações há mais participação dos … cada decisão e seríamos capazes de dar respostas complexas.

Ainda sobre a Ignorância, dizem outros sábios (quase inexistem sábios nos dias … como fonte dos maiores conflitos entre os seres humanos e destes, com o seu … o seu conhecimento se restringe à matemática ou outros conhecimentos afins; …. e seríamos todos meros moykanos emplumados, medíocres, vazios e inúteis …

Dispõe sobre grandes pensadores matemáticos e seus feitos para humanidade. Argumenta sobre onde a matemática atua em nosso cotidiano.
21 de jun de 2018 – As capacidades matemáticas fazem parte da evolução da espécie humana e, portanto, todos os seres humanos são capazes de.
De fato, para os pitagóricos, Deus não era um matemático, a matemática era Deus! … e matemática, os seres humanos poderiam compreender a mente divina.
A vida se resume na matemática: Desde qtos anos temos, qtos anos vivemos, qtos passos damos ao dia, a cozinha é matemática(as receitas são bases de …
O48p Oliveira, Fabio Luiz de. A produção de conhecimento matemático acerca de funções de duas variáveis em um coletivo de sereshumanos-com-mídias …
16 de jul de 2013 – a matemática, que descreve e prognostica o que no rodeia os seres humanos, desde a estrutura helicoidal do ADN às espirais das galáxias, …

Revista Galileu – NOTÍCIAS – Todo mundo é bom em matemática

revistagalileu.globo.com/…/0,,EMI244289-17774,00-TODO+MUNDO+E+BOM+EM…

A matemática natural realizada por seres vivos de outras espécies também não se restringe a números e aritmética. Ela trata de padrões. E é de padrões que a …
Matemática para professores e fundamentamos em uma vertente da teoria da atividade e no construto sereshumanos-com-mídias. Como ferramenta de …
de DLP Souto – ‎Citado por 4 – ‎Artigos relacionados

Informática, outras Mídias e Educação Matemática -UNESP -Rio Claro. E-mail: …. seres humanos e produção de conhecimento, pois diferentes tecnologias. 7.

Avaliação: 4 – ‎3 votos

7 de nov de 2016 – Não sabe a importância da matemática no seu dia a dia? … Quando os seres humanos descobriram essa ciência tão importante para nosso …

A importância da Matemática para a Biologia – Prof. Edigley Alexandre

https://www.prof-edigleyalexandre.com › aplicações matemáticas › Artigo Convidado

29 de set de 2014 – O desvio padrão conferia uma margem de erro para a manifestação de um gene em um conjunto de seres vivos da mesma espécie.
18 de jun de 2013 – A biologia estuda os seres vivos, a física estuda o universo e suas forças, a química estuda os elementos químicos e reações, e a matemática …

A matemática foi descoberta ou inventada? | Integrando Conhecimento

6 de fev de 2017 – Nesse sentido, você pode argumentar que a matemática é inventada por seres humanos. Qualquer objeto matemático existe somente em …

Ao pretender fazer-se um cômputo geral da Matemática que revele os seus factores essenciais e explique como é que os seres humanos são capazes de a …
A Matemática: Dificuldade no Processo de Ensino-Aprendizagem no Ensino Médio do … Os alunos não são vistos por alguns professores como seres humanos …
7 de fev de 2018 – Os animais que sabem mais de matemática que você … ter sido desafiador para os primeiros seres humanos que tentaram lidar com números.
21 de ago de 2011 – Porque matemática prepara o homem para a vida como nenhuma outra … aos Seres Humanos, que são alunos, professores de Matemática e …

Educação Matemática Crítica: a Questão Da Democracia

Ole Skovsmose – 2001

Essa visão da matemática – como um sistema perfeito, como pura, como uma … que a matemática é livre da influência humana e superior aos seres humanos.

simetria – A INFINITUDE DA MATEMÁTICA

macao.communications.museum/por/activities/2017/mathinfinity/H1A.html

O corpo e a aparência dos animais, incluindo os seres humanos, são simétricos, embora seus órgãos internos permaneçam assimétricos. No corpo humano …

1 de jan de 2010 – Um bom exemplo é a taxonomia, ciência que classifica os seres vivos segundo suas características, incluindo as formas de cada um.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Direito à informação e a liberdade de expressão

%d blogueiros gostam disto: