A matemática mental e a compreensão dos alunos

A matemática mental e a compreensão dos alunos, o Matemático e Pedagogo Valdivino Sousa, fala do novo método de ensino sobre dinâmicas para ensinar Matemática, ou seja, uma forma de mudar o ensino tradicional. Segundo Valdivino Sousa professores enfrentam dificuldades para passar a matéria de uma forma didática e buscar saídas e técnicas de deixá-la mais simples despertam o interesse dos alunos pela disciplina. “A Matemática mental trabalha conceitos matemáticos fundamentais, além disso, saber que eles podem fazer cálculos mentais em qualquer lugar, sem depender de lápis, papel ou manipuladores, dá aos alunos uma sensação de sucesso e independência”. Explica o Matemático e Pedagogo Valdivino Sousa.

Uma vez que os alunos aprendem truques e técnicas mentais de matemática, eles podem descobrir a resposta para um problema de matemática na quantidade de tempo que levaria para tirar uma calculadora.

Valdivino Sousa ressalta que “Nos estágios iniciais do aprendizado de matemática, o uso de manipuladores de matemática (como contar feijões ou aquele contadores de plástico) ajuda as crianças a visualizar e entender a correspondência de um para um e outros conceitos matemáticos”.

Uma vez que as crianças compreendam esses conceitos, elas estão prontas para começar a aprender matemática mental.

Dinâmicas de matemática mental

Ajude os alunos a melhorar suas habilidades matemáticas mentais com esses truques e estratégias mentais de matemática.

Com essas ferramentas em seu kit de ferramentas matemáticas, seus alunos poderão dividir os problemas de matemática em partes gerenciáveis ​​e solucionáveis.

1 – Decomposição

A primeira dinâmica, a decomposição, significa simplesmente dividir os números em uma forma expandida (por exemplo, dezenas e outros).

Este truque é útil quando se aprende adição de dois dígitos, pois as crianças podem decompor os números e adicionar números iguais juntos. Por exemplo:

25 + 43 = (20 + 5) + (40 + 3) = (20 + 40) + (5 + 3).

É fácil para os alunos verem que 20 + 40 = 60 e 5 + 3 = 8, resultando em uma resposta de 68.

Decomposição pode ser usada para subtração, exceto que o maior dígito deve sempre permanecer intacto. Por exemplo:

57 – 24 = (57 – 20) – 4. Então, 57 – 20 = 37 e 37 – 4 = 33.

2 – Compensação

Às vezes, é útil que os alunos arredondem um ou mais números para um número mais fácil de trabalhar. Por exemplo, se um aluno estava adicionando 29 + 53, ele poderia achar mais fácil arredondar o número de 29 para 30, quando ele pode facilmente ver que 30 + 53 = 83.

Então, ele simplesmente tem que tirar o 1 “extra”, para chegar a uma resposta final de 82.

A compensação também pode ser usada com subtração. Por exemplo, ao subtrair 53 – 29, o aluno pode arredondar 29 até 30: 53 – 30 = 23. Em seguida, o aluno pode adicionar o 1 de arredondamento para obter uma resposta de 24.

3 – Somando

Outra estratégia matemática mental para subtração é somar. Com essa estratégia, os alunos somam os próximos dez. Eles então contam as dezenas até chegarem ao número do qual estão subtraindo. Finalmente, eles descobrem os restantes.

Use o problema 87 – 36 como exemplo. O aluno vai adicionar até 87 para calcular mentalmente a resposta.

Ela pode adicionar 4 ao 36 para chegar a 40. Então, ela contará por dezenas para chegar a 80. Até agora, o aluno determinou que há uma diferença de 44 entre 36 e 80. Agora, ela adiciona os 7 restantes de 87 (44 + 7 = 51) para descobrir que 87 – 36 = 51.

4 – Duplas

Uma vez que os alunos aprendem as ‘duplas’ (2 + 2, 5 + 5, 8 + 8), eles podem construir seus conhecimentos sobre essa base. Quando eles encontram um problema de matemática que está perto de um fator conhecido, eles podem simplesmente adicionar um número aos duplos e ajustar.

Por exemplo, 6 + 7 está perto de 6 + 6, o qual o aluno sabe é igual a 12. Então, tudo o que ele precisa fazer é adicionar o 1 extra para calcular uma resposta de 13.

5 – Encontre os números

Escreva cinco números no quadro (por exemplo, 10, 2, 6, 5, 13). Em seguida, peça aos alunos que encontrem os números que correspondem às declarações que você fornecerá, como:

A soma desses números é 16 (10, 6)

A diferença entre esses números é 3 (13, 10)

A soma desses números é 13 (2, 6, 5)

Continue com novos grupos de números conforme necessário.

6 – Levante-se / Sente-se

Antes de dar aos alunos um problema de matemática mental, instrua-os a levantar-se se a resposta for maior do que um número específico ou sentar-se, se a resposta for menor.
Por exemplo, instrua os alunos a se levantarem se a resposta for maior que 25 e sentem se for menor. Então, diga “57-31”.

Repita com mais fatores cujas somas são maiores ou menores do que o número escolhido, ou mude o número-chave em outras rodadas.

7 – Número do dia

Escreva um número no quadro todas as manhãs. Peça aos alunos que sugiram fatores matemáticos iguais ao número do dia. Por exemplo, se o número for 8, as crianças podem sugerir 4 + 4, 5 + 3, 10 – 2, 18 – 10 ou 6 + 2.

Para alunos mais velhos, incentive-os a sugerir adição, subtração, multiplicação e divisão.

8 – Matemática Do Futebol

Divida seus alunos em duas equipes. Você pode desenhar um campo de futebol no quadro ou arrumar as mesas para formar um campo. Peça para que um aluno responda a soma corretamente. O aluno avança no campo para cada sentença numérica que ele dá que é igual a essa soma. Certifique-se de que todos possam jogar.

Valdivino Sousa é Professor,  Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito, Mestrado em Ciências da Educação Matemática e Escritor. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 15  livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados.  Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e  didática no ensino de Matemática.

 Além da Matemática atua há mais de 20 anos em Contabilidade e desde 2005 é Contador responsável da Alves Contabilidade.

 Outras atividades: Programador Web, Estrategista de Conteúdo e mídias digitais, Blogueiro Mtb 60.448. Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem.

Currículo Lattes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s