Congresso aprova crédito suplementar de R$ 248 bi por unanimidade

Crédito: Marcos Oliveira/Agência Senado

Congresso aprova crédito suplementar de R$ 248 bi por unanimidade

O Congresso aprovou por unanimidade nesta terça-feira, 11, a autorização de um crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões solicitada pelo governo. A aprovação aconteceu após as votações da Câmara e do Senado.

Os 450 deputados presentes no Congresso também haviam aprovado a medida por unanimidade na noite desta terça. Os senadores, em seguida, deram 61 votos a favor da medida.

O crédito extra evita o descumprimento da chamada regra de ouro do Orçamento – mecanismo previsto na Constituição que impede ao governo contratar dívidas para pagar despesas correntes, como salários e benefícios sociais. De acordo com o governo, sem a aprovação do projeto, os pagamentos do Benefício de Prestação Continuada (BPC) seriam interrompidos neste mês e os do Bolsa Família, em setembro.

Leia mais em: https://istoe.com.br/camara-aprova-credito-suplementar-de-r-248-bi-senadores-votam/

Lewandowski aceita HC coletivo que beneficia Lula, mas caso irá ao plenário

Lewandowski aceita HC coletivo que beneficia Lula, mas caso irá ao plenário

A decisão afeta todos os presos com base na súmula 122, do TRF-4, que tornou automática a execução da pena, contrariando entendimento do STF, que definiu que a prisão precisa ser fundamentada

Leia mais em: https://jornalggn.com.br/noticia/lewandowski-aceita-hc-coletivo-que-beneficia-lula-mas-caso-ira-ao-plenario/

Após voto de Lewandowski, turma do STF envia ao plenário ação que discute prisão em 2ª instância


Decisão sobre prisão em segunda instância vai ser discutida no plenário do STF

Decisão sobre prisão em segunda instância vai ser discutida no plenário do STF

Em sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski votou nesta terça-feira (11) a favor da anulação de uma súmula do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que determina a prisão automática de presos condenados em segunda instância. O TRF-4 é a Corte revisora dos processos da Lava Jato julgados no Paraná.

Após voto de Lewandowski, turma do STF envia ao plenário ação que discute prisão em 2ª instância

Segunda Turma começou a julgar nesta terça (11) ação que pede anulação de regra do TRF-4 que ordena prisão de presos condenados em 2ª instância. Decisão pode beneficiar Lula.

Leia mais em: https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/06/11/lewandowski-vota-para-derrubar-sumula-do-trf-4-que-ordena-prisao-apos-condenacao-em-2a-instancia.ghtml

’10 medidas’ defendidas por Moro e Dallagnol permitiriam que vazamentos fossem usados contra eles na Justiça

Rafael Marchante/Reuters
’10 medidas’ defendidas por Moro e Dallagnol permitiriam que vazamentos fossem usados contra eles na Justiça
Para advogados consultados pela BBC News Brasil, defesas de réus da Lava Jato poderiam usar projeto a favor de seus clientes e em acusações contra o juiz e o procurador. “Se aprovadas, será uma sinalização importante. As pessoas precisam ter fé nas suas instituições democráticas” disse o então juiz federal Sergio Moro, em uma audiência pública em outubro de 2016, defendendo as “10 medidas contra a corrupção” propostas pelo Ministério Público Federal (MPF), então recém-transformadas em projeto de lei

Funcionário de Neymar que levou Najila para Paris depõe na delegacia

Karla Torralba/UOL
Funcionário de Neymar que levou Najila para Paris depõe na delegacia
O funcionário de Neymar, Rodrigo Sina Galo, depôs na Sexta Delegacia de Defesa da Mulher na tarde desta terça-feira. Ele chegou por volta de 15h no local e prestou esclarecimentos por cerca de 2h20 à delegada Juliana Lopes Bussacos, que coordena a investigação.
Galo é citado no boletim de ocorrência como o responsável por levar a modelo a Paris. Galo saiu da delegacia sem falar com a imprensa, apesar de ser questionado por jornalistas. O assédio até gerou um pequeno tumulto.

Caso Neymar: Globo investiga ‘ligações perigosas’ entre Mauro Naves e advogado

Mauro Naves no Globo Esporte: jornalista é suspeito de ser sócio de advogado que tentou acordo com Neymar - Reprodução/TV Globo
Caso Neymar: Globo investiga ‘ligações perigosas’ entre Mauro Naves e advogado
Afastado da cobertura esportiva às vésperas da Copa América, o repórter Mauro Naves está sob investigação na Globo. Executivos da emissora suspeitam que o jornalista é mais do que amigo de José Edgard Bueno Filho, primeiro advogado

Votação da Previdência pode ficar para julho, diz presidente de comissão

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Votação da Previdência pode ficar para julho, diz presidente de comissão
O presidente da comissão especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou hoje que a leitura do relatório sobre a proposta de alterações no sistema de aposentadorias será feita na quinta-feira (14) no colegiado. Segundo ele, o prazo de vista coletiva do texto será de duas sessões, na segunda (17) e na terça-feira (18). Ramos afirmou que se houver quórum, iniciará o debate para a votação ainda na quarta-feira (19), véspera do feriado de Corpus Christi.
Apesar disso, o presidente da comissão especial declarou que a tendência é de que o texto seja votado apenas na primeira semana de julho. Veja também Veja um resumo do que a reforma da Previdência muda na … –

Lewandowski vota hoje habeas corpus coletivo que beneficia Lula

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF

Lewandowski vota hoje habeas corpus coletivo que beneficia Lula

A medida defende que a súmula do TRF-4 que autoriza a prisão depois de segunda instância de forma automática é inconstitucional

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, deve liberar nesta terça (11) seu voto no habeas corpus coletivo que pode beneficiar todos os presos condenados em segunda instância pelo TRF-4 (Tribunal Federal da 4ª Região). Entre eles, Lula.

Leia mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2019/06/lewandowski-deve-liberar-seu-voto-no-habeas-corpus-coletivo-que-pode-beneficiar-lula.shtml

 

Editor do The Intercept diz que equipe só olhou 1% do material sobre Moro

Editor do The Intercept diz que equipe só olhou 1% do material sobre Moro

“A gente não está divulgando o tamanho do arquivo, mas é maior que o arquivo Snowden. Só para vocês terem uma ideia, em uma das reportagens a gente fala de um dos grupos, que é dos procuradores da Lava-Jato em Curitiba, que gerou 1.700 páginas de pesquisas”, revelou o jornalista e editor-chefe do The Intercept Brasil, Leandro Demori

Leia mais em: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/396258/Editor-do-The-Intercept-diz-que-equipe-s%C3%B3-olhou-1-do-material-sobre-Moro.htm