Com discurso agressivo na ONU, Bolsonaro deixa agenda econômica em segundo plano

Bolsonaro discursa na 74ª sessão da Assembleia Geral da ONU Foto: Valery Sharifulin / Valery Sharifulin/TASS

Com discurso agressivo na ONU, Bolsonaro deixa agenda econômica em segundo plano

Após críticas aos regimes cubano e venezuelano, o presidente destacou que o Brasil está trabalhando para se aproximar de países que desenvolveram e consolidaram suas democracias

Jair Bolsonaro seguiu a tradição brasileira e foi o primeiro líder a discursar na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York. Em um discurso iniciado com uma crítica ao regime socialista que, de acordo com ele, o país quase vivenciou, as questões econômicas tiveram caráter secundário.

Nos primeiros instantes, o presidente destacou que seu governo está empenhado em resgatar a confiança do Brasil junto aos demais países e em trabalhar em prol da redução do desemprego e do risco para os negócios, por meio de desburocratizações e desregulamentações.

Leia mais em: https://epoca.globo.com/economia/com-discurso-agressivo-na-onu-bolsonaro-deixa-agenda-economica-em-segundo-plano-23970204

 

A história da youtuber indígena que defenderá o governo na ONU

Ysani Kalapalo, a indígena que acompanha Bolsonaro na comitiva para a Assembleia-Geral da ONU — Foto: Reprodução

De admiradora de Jean Wyllys, a eleitora de Bolsonaro: a história da youtuber indígena que defenderá o governo na ONU

Em cruzada para convencer a comunidade internacional sobre sua política ambiental, presidente levou a Nova York indígena Ysani Kalapalo que diz ter se tornado de direita ao se dar conta de que repetia ideias como ‘papagaio’.

“Olá a todos. É uma honra estar aqui hoje. Foi um privilégio receber o convite do grande deputado Jean Wyllys. Acompanho a luta dele há muito tempo, desde a época do programa Big Brother (risos). O que eu vou falar hoje é da luta dos povos indígenas, que também se compara muito à luta dos homossexuais.”

Foi assim que, em 2013, a indígena Ysani Kalapalo se apresentou ao microfone, diante de parlamentares e do público que assistia ao X Seminário LGBT do Congresso Nacional, promovido pelo então deputado federal Jean Wyllys, do PSOL.

Leia mais em: https://g1.globo.com/natureza/noticia/2019/09/24/de-admiradora-de-jean-wyllys-a-eleitora-de-bolsonaro-a-historia-da-youtuber-indigena-que-defendera-o-governo-na-onu.ghtml