STF adia decisão para restringir anulação de condenações da Lava-Jato

Sessão plenária do STF terminou sem consenso entre os ministros e foi adiada para a próxima quinta-feira Foto: Nelson Jr. / SCO/STF

STF adia decisão para restringir anulação de condenações da Lava-Jato

Dias Toffoli apresentou dois requisitos para o réu ter a condenação anulada

Depois de três horas de discussão em plenário, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram nesta quarta-feira, por oito votos a três, que vão aprovar uma tese para amenizar a decisão que ameaça condenações da Lava-Jato. Diante da dificuldade de consenso em torno de um enunciado final, o presidente da Corte, Dias Toffoli, adiou para amanhã o debate sobre a tese. Até lá, o movimento será nos bastidores, para tentar convencer a maioria dos colegas a seguir sua sugestão.

Na sessão de hoje, foi sacramentado o placar de sete votos a quatro a favor do entedimento de que réus delatados devem apresentar alegações finais depois dos réus delatores, após o voto do ministro  Marco Aurélio Mello, que não estava presente na sessão da semana passada.

Leia mais em: https://oglobo.globo.com/brasil/stf-adia-decisao-para-restringir-anulacao-de-condenacoes-da-lava-jato-23990321

Senado rejeita novas mudanças e aprova reforma em 1º turno

Resultado de imagem para Senado rejeita novas mudanças e aprova reforma em 1º turno

Senado rejeita novas mudanças e aprova reforma em 1º turno

O plenário do Senado terminou a votação em primeiro turno da reforma da Previdência nesta quarta-feira (2), com a rejeição dos últimos destaques (propostas de alteração no projeto). A votação começou na véspera, quando os senadores aprovaram o texto principal, por 56 votos a 19.
Na sequência, começaram a votar os destaques. Só um destaque foi aceito: o que derrubou mudanças no abono salarial –foi considerada uma forte derrota para o governo.

Continuar lendo Senado rejeita novas mudanças e aprova reforma em 1º turno