SP prevê epidemia até outubro e evita cloroquina: ‘não é remédio mágico’

Fila de veículos na entrada de Santos durante feriados antecipados na semana passada na capital - Divulgação/Prefeitura de Santos

SP prevê epidemia até outubro e evita cloroquina: ‘não é remédio mágico’

O estado de São Paulo faz previsões pessimistas para o fim da pandemia do coronavírus caso os índices de isolamento social não aumentem. O governo paulista prevê que haverá casos de contaminação até outubro. Apesar de ser o epicentro da epidemia no país, o estado não pretende fazer mudanças quanto às recomendações de uso da cloroquina. “As projeções com os níveis atuais de isolamento social, que já foram melhores e hoje estão na média abaixo de 50%, você prevê uma duração maior da epidemia”, disse hoje Dimas Tadeu Covas, chefe do Centro de Contingência da covid-19 no estado, em entrevista à Globonews.

Em meio a pandemia Bacharéis em Ciências Contábeis estão sem poder exercer a profissão

Em meio à pandemia os Bacharéis em Ciências Contábeis estão sem poder exercer a profissão por conta do exame de suficiência. A prova estava prevista para ocorrer em 19 de Abril, mas o CFC – Conselho Federal de Contabilidade adiou por tempo indeterminado, alegando a pandemia covid-19 que já completou mais de três meses e o problema é que mais de 20 (vinte) mil Bacharéis estão sem poder exercer a profissão.

O CFC vem prejudicando os Bacharéis que colaram grau no final de 2019 são pais de famílias que precisam trabalhar seja em escritórios, ou como autônomo, mas existe um conselho de classe CRC que impede o profissional exercer sua função sem ter a inscrição no Conselho de sua Cidade. Continuar lendo Em meio a pandemia Bacharéis em Ciências Contábeis estão sem poder exercer a profissão