Arquivo da tag: Biografia Valdivino Sousa

Matemático avalia que prova de matemática foi extensa e com muito cálculo

Imagem relacionada

O Matemático Valdivino Sousa avalia que prova de matemática foi extensa e com muito cálculo, sendo assim, exigindo concentração e conhecimento teórico da disciplina.

Valdivino Sousa avaliou a prova da disciplina no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para ele, as questões tiveram uma característica diferente do ano anterior e foram marcadas pela grande quantidade de operações matemáticas.

“A prova teve uma característica diferente da do ano passado. Houve uma diminuição dos textos, mas um aumento absurdo das operações matemáticas. Muita conta, números quebrados, números decimais, frações. A prova estava mais para um nível difícil pela sua complexidade o aluno que não estudou com certeza teve dificuldade”, disse Valdivino Sousa.

Ontem (10), os candidatos fizeram provas matemática e ciências da natureza e tiveram 5 horas para resolver 90 questões.

Valdivino Alves de Sousa

foto19

Valdivino Alves de Sousa é um Matemático brasileiro nascido no Estado da (Bahia em 24 de Dezembro de 1973). Fez seus estudos iniciais em sua cidade natal e depois cursou o ensino Médio técnico (antigo 2º grau) no Colégio Washington na Cidade de São Paulo -SP. Desde que iniciou a estudar o que lhe chamava atenção em sua vida, era à área de Exatas, entre idas e vindas, cursou 04 (quatro) faculdades: Ciências Contábeis, Direito, Licenciatura Plena em Pedagogia e Licenciatura Plena em Matemática. Continuar lendo Valdivino Alves de Sousa

Enem 2019: saiba o que mais cai em Matemática entre as 45 questões

Valdivinosousamat

Equações, geometria e porcentagem estão entre os principais temas abordados.  Nas 45 questões estão Equações de primeiro e segundo grau são os principais temas cobrados. A prova será aplicada nos dias 3 e 10 de novembro. O cartão com os locais de prova do Enem foi divulgado no dia 16 de outubro.

Segundo o Matemático Valdivino Sousa a prova cobra 45 questões de matemática entre elas estão incluso no conteúdo Matemática e suas Tecnologias. Além disso, o Enem cobra mais 45 questões de Ciências da Natureza como: Química, Física e Biologia.

Falta menos de um mês para a prova, “os assuntos de matemática que foram mais cobrados nas últimas edições do Enem (2014-2018), englobam assuntos variados, ou seja, a prova faz um apanhando, e por isso é muito importante o aluno familiarizar respondendo questões de anos anteriores, sobre os principais temas exigidos”. Explica Valdivino Sousa.

foto28

Veja os temas mais cobrados

Nas provas de matemática dos últimos cinco anos, as principais matrizes de conhecimento cobradas foram as seguintes:

  • Equações de 1º e 2º graus: 17%
  • Grandezas proporcionais e médias algébricas: 14%
  • Porcentagem e matemática financeira: 11%
  • Funções: 6%
  • Noções básicas de estatística: 6%
  • Probabilidade 6%
  • Área de figuras planas e polígonos: 5%

A prova de Matemática costuma ser uma das mais temidas pelos alunos, especialmente no Enem, como já mencionado são 45 questões da disciplina. No entanto, a prova apresenta questões com vários níveis de dificuldade, e as perguntas realmente complicadas são mais raras.

A prova é forrada de gráficos, tabelas, esquemas e infogramas que devem ser interpretados com cuidado, mas, muito se engana quem acredita que se trata somente de uma prova de interpretação, a análise dos dados apresentados é constante na prova, mas não é suficiente sem as aplicações de conhecimentos específicos.

Os conhecimentos específicos que a prova cobra são menos “cabeludos” do que se imagina. “Podemos dizer que 99% das perguntas englobam conteúdo do nono ano do Ensino Fundamental e primeiro ano do Ensino Médio”, afirma o Matemático Valdivino Sousa. “Logaritmo já caiu na prova e exigiu que o candidato soubesse de cor suas propriedades, mas foi uma exceção”, diz.

Funções de 1° e 2° graus

As questões de função podem aparecer com as mais variadas abordagens. No exemplo, a expressão f(x) (que indica a função) já aparece de cara na questão, sem exigir que o aluno faça maior esforço para decifrar qual operação será usada. No entanto, esse tipo de questão não é recorrente. Normalmente, o enunciado propõe uma situação em que o uso da função será necessário, mas sem deixar claro no texto.

Progressão aritmética e geométrica

Com a progressão aritmética (PA) e a geométrica (PG), acontece uma situação parecida com a das funções. “Em um vestibular tradicional, uma questão de PA é anunciada com a frase “Em uma PA…”. No Enem isso também pode ocorrer, mas existe a preferência em se criar uma situação que origine uma PA. O aluno deve reconhecer que se trata de uma PA analisando os dados apresentados”, explica o professor e Matemático Valdivino Sousa.

Estatística

Nas questões de estatística, é bastante comum que caia a média aritmética, a moda ou a mediana.

Grandezas proporcionais

As questões que envolvem grandezas podem ser cobradas como inversamente proporcionais ou diretamente proporcionais. É bastante comum que sejam resolvidas com uma simples regra de três.

Porcentagem

As questões de porcentagem também costumam apresentar um enunciado claro. No entanto, muitas vezes a questão que traga porcentagem também aborda outro assunto – o mais comum é que seja matemática financeira, por exemplo.

Equações 1º e 2º graus

As questões que exigem uma equação são bastante comuns e também não costumam ter um enunciado explícito. Normalmente, a questão coloca um problema que exige que o aluno formule uma relação de equação para resolver.

Trigonometria (triângulo retângulo e semelhança de triângulos)

Já nas questões de trigonometria, o uso das relações matemáticas costuma ser bem mais aparente. Normalmente, a questão já vem com um desenho da figura, deixando claro o que o aluno deve fazer para chegar à resposta.

Áreas de figuras planas/prismas, cilindros, cones e esferas

Da mesma forma que nas questões de trigonometria, as questões de figuras planas e figuras tridimensionais (área e volume) costumam apresentar a figura do objeto descrito no texto. E por fim, Análise combinatória e probabilidade.

 Como se sair bem

A maior dica do Matemático Valdivino Sousa, e que vale para as outras matérias também é resolver questões antigas de provas anteriores. “Fazendo isso, o aluno vai se sentir bem mais à vontade na hora do exame”, completa.

Outra coisa que ajuda é usar o método pega-varetas. No jogo, que consiste em lançar varetas ao chão e pegar o máximo possível sem movimentar as outras, o segredo é sempre pegar as que estavam mais fáceis para, só depois, tentar tirar as difíceis.

Esse princípio também se aplica ao Enem e ao vestibular, em que há um grande número de questões de diferentes níveis de dificuldade e um tempo limitado para resolvê-las. Assim, comece respondendo as mais fáceis e deixe as mais complicadas para depois. “As questões têm pesos diferentes, mas o candidato deve tentar responder o maior número que conseguir”, explica o Valdivino Sousa. Se perder muito tempo nas mais difíceis, sobrará pouco para as que você teria mais chance de acertar, certo?

 

Sobre o Autor

Valdivino Sousa é Professor,  Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito, Mestrado em Ciências da Educação Matemática e Escritor. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 15  livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados.  Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e  didática no ensino de Matemática. Além da Matemática atua há mais de 20 anos em Contabilidade e desde 2005 é Contador responsável da Alves Contabilidade. Outras atividades: Programador Web, Estrategista de Conteúdo e mídias digitais, Blogueiro Mtb 60.448. Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem. E-Mail: valdivinosousa.mat@gmail.com Whatsap: 11 – 9.9608-3728 Veja Biografia

 

 

Biografias de matemáticos

Nesta seção, apresentamos a biografia de de matemáticos que contribuíram e contribui com o desenvolvimento desta ciência ao longo do tempo.

Aproveite e conheça um pouco mais sobre essas personalidades que ajudaram e ajuda a revolucionar o mundo através do uso da Matemática.

Valdivino Sousa

fotooficial

Valdivino Sousa, trabalha com Engenharia Didática em Matemática, tem três artigos científicos premiados e Criou o método X, Y e Z de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos Continuar lendo Biografias de matemáticos

Brasil é reconhecido como centro de excelência da matemática avançada

Resultado de imagem para matematica pesquisa

Brasil é centro de excelência na pesquisa da matemática avançada

Akemi Nitahara

Com a confirmação de sediar a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) em 2017 e o Congresso Internacional de Matemáticos (ICM) em 2018, o Brasil já é considerado um centro de excelência na pesquisa matemática mundial.

Para o diretor-geral do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), César Camacho, a escolha do país para sediar esses eventos, assim como a medalha Fields concedida a Artur Ávila este mês, no ICM em Seul, são um reconhecimento da importância que o Brasil alcançou como produtor de matemática.

Continuar lendo Brasil é reconhecido como centro de excelência da matemática avançada

Matemáticos no Brasil

Lista de matemáticos do Brasil

Esta lista de matemáticos do Brasil inclui notórios matemáticos nascidos no país como também aqueles oriundos do exterior e naturalizados brasileiros.

Valdivino SousavaldivinosousaValdivino Sousa, trabalha com Engenharia Didática em Matemática, tem três artigos científicos premiados e Criou o método X, Y e Z de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos

O método que criou ajuda no aprendizado de equação de 1º grau, com o uso de objetos ilustrativos, pois mostram para as pessoas que quando falamos 2x ou 3x podem ser duas maçãs, ou duas laranjas e as figuras ilustram o problema matemático de uma forma agradável e desperta o interesse do aluno querer entender e resolver.

O Método XYZ é uma nova metodologia que consiste determinar uma forma de educação Matemática diferente da que existe. Nela ele mostra a importância de uma aprendizagem significativa de conceitos matemáticos voltados para a vida real. Seu método de ensino comprova que o aluno tem  a capacidade de compreender e resolver um problema matemático de várias maneiras.

O método tem grande relevância, pois sua pesquisa foi analisar a compreensão das pessoas que sentem dificuldades de entender uma expressão algébrica. Em sua análise ele identificou que nos problemas matemáticos no lugar de letras como X, Y e Z podem ser substituídos por objetos ilustrativos, já que uma equação do tipo 2x + 4 -2 = 8. O aluno tem dificuldade de entender ao deparar com as formalidades algébricas.

Valdivino Sousa é Professor,  Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito, Mestrado em Ciências da Educação Matemática e Escritor. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 15 livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados.  Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e  didática no ensino de Matemática.

Além da Matemática atua há mais de 20 anos em Contabilidade e desde 2005 é Contador responsável da Alves Contabilidade.

Currículo Lattes

Biografia   Site: www.matematicosousa.com.br

   

Outros Matemáticos de destaques:

Artur Avila, laureado com a Medalha Fields

Ver também

Militares israelenses deixam Brumadinho hoje

militaresisraelenses

Militares das Forças de Defesa de Israel que atuam na tragédia de Brumadinho (MG) devem deixar hoje (31) o Brasil. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, mais cedo, os integrantes da tropa israelense foram homenageados em cerimônia no 12º batalhão do Exército Brasileiro

Os militares chegaram ao Brasil na noite do último domingo (27) com equipamentos que poderiam auxiliar nos trabalhos após o rompimento da barragem da mineradora Vale. No sétimo dia de buscas por vítimas, as autoridades contabilizam pelo menos 99 mortos e 259 pessoas desaparecidas. Continuar lendo Militares israelenses deixam Brumadinho hoje

Valdivino Sousa a Matemática está presente em tudo

blogvaldivino

O Blog do Prof. Valdivino Sousa www.valdivinosousa.mat.br pretende de uma forma simples apresentar como a Matemática está presente em tudo, e como ela está inserida em nosso cotidiano.

O objetivo do blog é mostrar para as pessoas, a importância da Matemática em nossa vida, o quanto esta ciência faz parte do dia a dia de todos nós, independente da situação ou momento ela está sempre presente em tudo. Continuar lendo Valdivino Sousa a Matemática está presente em tudo

A Pedagogia na História da Educação

O professor Matemático e Pedagogo Valdivino Sousa, discorre sobre a Pedagogia e a História da Educação.

Pedagogia é a teoria crítica da educação, isto é, da ação do homem quando transmite ou modifica a herança cultural. A educação não é um fenômeno neutro, mas sofre os efeitos da ideologia, por estar de fato envolvida na política. Continuar lendo A Pedagogia na História da Educação

Dia do Professor: Salário baixo é o grande desafio

20181014221543616665e
Silvio Augusto Miranda: A sociedade acha importante, mas não tem uma valorização de mercado (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Dia do Professor: Salário baixo é o grande desafio

Média salarial da categoria é de 4,8 salários mínimos. Especialistas alertam para a importância de estimular a capacitação profissional.

A carreira do magistério é conhecida por passar dificuldades em diversos âmbitos, como mostra levantamento do Ibope, encomendado pela Organização Todos Pela Educação. Os dados destacam a baixa média salarial da categoria, que gira em torno de 4,8 salários mínimos, e a pouca qualificação, apenas 9% deles têm mestrado. Além disso, apontam que 56% dos professores trabalham em escolas públicas municipais e 67% lecionam no interior dos estados. Para Caroline Tavares, gerente do projeto Profissão Professor do Todos Pela Educação, o foco para uma solução eficaz deve estar na capacitação dos profissionais. “Precisamos de professores bem capacitados, com uma boa prática docente. Sem isso, não tem educação de qualidade. É necessário um conjunto de iniciativas estruturantes da carreira”, explica.

Continuar lendo Dia do Professor: Salário baixo é o grande desafio