Arquivo da tag: Constituição

Como tirar um CNPJ de uma Igreja, Associação, ou Ong

Resultado de imagem para cnpj receita federal igrejas

Como tirar um CNPJ de uma Igreja, Associação, ou Ong, essa é uma dúvida que muitas pessoas têm. Entretanto, deparamos no dia a dia com uma Igreja, Associação ou Ong somente com a ATA e Estatuto, mas não tem o CNPJ. A sigla CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), junto a Receita Federal. Continuar lendo Como tirar um CNPJ de uma Igreja, Associação, ou Ong

Entenda como funciona a Previdência e as novas regras

Resultado de imagem para PREVIDENCIA INSS NOVAS REGRAS

Entenda como funciona as novas regras da  Previdência. Idade mínima, regra de transição e fator previdenciário; veja o significado dos termos mais discutidos e o que está em xeque para uma reforma.

O governo pode entregar ao Congresso, nesta próxima semana, sua proposta para a reforma da Previdência. O que se sabe até o momento, pelo que foi divulgado na última quinta-feira (14), é que a idade mínima deverá ficar em 62 anos para mulheres e 65 para homens, ao final de um período de transição de 12 anos; e que pode ser implantado um modelo de capitalização, no qual cada trabalhador será responsável por formar sua própria aposentadoria.

Continuar lendo Entenda como funciona a Previdência e as novas regras

Empreenda Fácil – Abertura de Empresas em 48 horas

Contabilidade Profissão Contábil

 

O Empreenda Fácil é uma iniciativa que visa simplificar e acelerar os processos de abertura, alteração de contrato e fechamento de empresas, contribuindo para o objetivo de transformar São Paulo em cidade amiga do empreendedor.

Abra sua empresa, menores taxas e abertura rápida com CNPJ em 48 horas, a Alves Contabilidade atende qualquer tipo de empresa e ramo de atividade, e com base na área de atividade indica qual melhor tipo de empresa seu negócio. O diferencial é que a sua empresa fica na forma de tributação correta junto ao fisco, assim a empresa pagará uma alíquota de imposto correta. Continuar lendo Empreenda Fácil – Abertura de Empresas em 48 horas

Garoto de programa que matou idoso no centro de são Paulo vai a júri popular

fentrada
O garoto de programa de camiseta cinza: Diego Souza Guimarães, e a Vítima o idoso: Sebastião Quirino Rodrigues da Silva, ambos no elevador

O garoto de programa Diego Souza Guimarães que matou o idoso no centro de São Paulo vai a Júri Popular. O Juiz da 1ª vara criminal do Júri da Barra Funda nesta quinta-feira, 27/09 Luís Filipe Vizotto Gomes deu a sentença de pronúncia. Na sentença, o juiz reconheceu a prova da materialidade e indícios de autoria do acusado pelo homicídio.

O réu foi denunciado pelo Ministério Público no dia 19 de outubro de 2015, como incurso no artigo 121, §2º, incisos III e IV, c.c. artigo 61, inciso II, alíneas “f” e “h”, ambos do Código Penal, porque, segundo a inicial acusatória, nos dias 14 e 15 de abril de 2015, na Rua Brigadeiro Tobias, nº 247, apto. 709, República, nesta Capital, o réu, com manifesto ânimo homicida, matou Sebastião Quirino Rodrigues da Silva, de setenta e quatro anos, com emprego de asfixia e valendo-se de recurso que dificultou a defesa da vítima. A vítima era homossexual e conheceu o acusado na Praça da República, e confiou no acusado deixando o mesmo ficar morando em seu apartamento.  Continuar lendo Garoto de programa que matou idoso no centro de são Paulo vai a júri popular

Garoto de programa que matou idoso enforcado fica em silêncio durante o interrogatório

sebastiao

O garoto de programa Diego Souza Guimarães que matou idoso enforcado no centro de São Paulo fica em silêncio durante o interrogatório. Processo n° 000.2764-72-2015.8-26-0052 na 1ª Vara do Júri – Foro Central Criminal na Barra Funda. O interrogatório foi no dia 26 de Fevereiro de 2018, às 14h30min, o réu foi interrogado pelo MM. Juiz de Direito Dr. Luiz Filipe Vizotto Gomes, e pelo Promotor de Justiça, Dr. Fernando César Bolque, sem advogado de defesa, foi nomeada para defender o acusado a Dra. Cristina Emy Yokaichiya a quem foi assegurado o direito de entrevista reservada ao acusado. Antes do interrogatório o Meritíssimo Juiz de Direito fez ao acusado a observação determinada no artigo 186 do Código de Processo Penal. O réu preferiu fazer o uso do direito Constitucional de permanecer em silêncio. Continuar lendo Garoto de programa que matou idoso enforcado fica em silêncio durante o interrogatório