Arquivo da tag: no centro de são Paulo

Regularize seu CNPJ em 24 horas

Resultado de imagem para idoso sorrindo executivo no computador

Regularize seu CNPJ em 24 horas, contador experiente no Centro de São Paulo, se seu CNPJ não regularizado a Receita Federal pode dar baixa no mesmo de ofício, se você procurava um escritório com credibilidade e especializado no assunto, então você o encontrou, a Alves Contabilidade fica na Rua Brigadeiro Tobias, 247, Conj. 1219, Centro, São Paulo, próximo ao metrô São Bento e Praça do Correio, nossos contatos: 11 3229-9277 e Cel Whatsapp 11 9.9608-3728 E-Mail: alvescontabilidade@uol.com.br  Nosso site: https://www.alvescontabilidade.com.br/ Continuar lendo Regularize seu CNPJ em 24 horas

Anúncios

Garoto de programa que matou idoso no centro de são Paulo vai a júri popular

fentrada
O garoto de programa de camiseta cinza: Diego Souza Guimarães, e a Vítima o idoso: Sebastião Quirino Rodrigues da Silva, ambos no elevador

O garoto de programa Diego Souza Guimarães que matou o idoso no centro de São Paulo vai a Júri Popular. O Juiz da 1ª vara criminal do Júri da Barra Funda nesta quinta-feira, 27/09 Luís Filipe Vizotto Gomes deu a sentença de pronúncia. Na sentença, o juiz reconheceu a prova da materialidade e indícios de autoria do acusado pelo homicídio.

O réu foi denunciado pelo Ministério Público no dia 19 de outubro de 2015, como incurso no artigo 121, §2º, incisos III e IV, c.c. artigo 61, inciso II, alíneas “f” e “h”, ambos do Código Penal, porque, segundo a inicial acusatória, nos dias 14 e 15 de abril de 2015, na Rua Brigadeiro Tobias, nº 247, apto. 709, República, nesta Capital, o réu, com manifesto ânimo homicida, matou Sebastião Quirino Rodrigues da Silva, de setenta e quatro anos, com emprego de asfixia e valendo-se de recurso que dificultou a defesa da vítima. A vítima era homossexual e conheceu o acusado na Praça da República, e confiou no acusado deixando o mesmo ficar morando em seu apartamento.  Continuar lendo Garoto de programa que matou idoso no centro de são Paulo vai a júri popular